Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



DHI Internacional de Gouveia

por BttAlfenense, em 30.03.12

O BttAlfenense Longusbike conquista mais um pódio...desta vez foi na prova DHI Internacional de Gouveia, com Rafael Sousa, na classe Cadetes, a fazer uma brilhante prova, superiorizando-se aos seus adversários. Na classificação geral, um honroso, 18º Lugar.
José Eduardo, também em Cadetes, classificou-se em 129º lugar.
Na classe Elites, Aurélio Domingues obteve o 38º posto, João Gomes o 116º posto, e, Luis Pinto o 134º Lugar, da geral.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:08

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:29

Na Serra de Freita foi assim....

por BttAlfenense, em 26.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:24

Freita/Bicigaia Dia 24 de Março de 2012 A Bicigaia oferece aos primeiros 50 aderentes o transporte das suas instalações até ao topo da Serra da Freita, e a possibilidade de fazer por trilhos BTT (marcados com setas em cor vermelha) a ligação até às suas instalações em Seixezelo V. N. Gaia. O encontro acontece nas instalações da Bicigaia pelas 7.30h, partida prevista para a Serra 8h, e saída do topo da Freita prevista para as 9h, o passeio tem cerca de 56 km de extensão. Existe a possibilidade de no final ser tomado banho e realizado almoço convívio, ( a confirmar a curto prazo ). O ritmo a impor será o escolhido por cada um, (ou grupo), pois o trajecto marcado assim o permite, no dia do evento poderá ser disponibilizado o track GPS a quem o solicitar. Salientamos que só está previsto o transporte de 50 participantes (biker+bike), sendo este disponibilizado de forma gratuita, gratuito também será o banho, quanto ao almoço convívio encontra-se em estudo o local e valor, sendo esta informação disponibilizada aos participantes que manifestem interesse no mesmo.Confirmem interesse em participar e enviem email para eventos@bicigaia.com para serem informados de mais detalhes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58

Ataque a Citânia de Sanfins

por BttAlfenense, em 20.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:24

Até Citânia Sanfins

por BttAlfenense, em 18.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:37

Bike paper ecológico

por BttAlfenense, em 17.03.12

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50

Ataque ao Galo

por BttAlfenense, em 15.03.12

Passeio BTT - Ataque ao Galo (Celorico de Basto)

No próximo dia 14 de Abril de 2012, Sábado, vai-se realizar o passeio convívio em Celorico de Basto.
O passeio terá início às 09:00 horas e a concentração será junto às Piscinas Municipais de Celorico de Basto.
O percurso terá uma distância aproximada de 35 km.
No fim do passeio haverá um almoço confraternização cujo prato será "Arroz de Cabidela".
Brevemente será confirmado a possibilidade de haver banhos e também o preço por pessoa do almoço.
As inscrições deverão ser confirmadas até ao dia 11 de Abril, e estão limitadas a membros do Grupo Maia BTT Team e seus amigos.

Os interessados deverão confirmar a sua inscrição para:
email: anibal.leite@sapo.pt
Telm: 966411280

Boas Pedaladas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:08

Câimbras Causas e tratamentos

por BttAlfenense, em 11.03.12

Câimbras noturnas, câimbras nas pernas, câimbras frequentes, banana para câimbras... Neste texto explicaremos o que é a câimbra, por que ela surge e como fazer para evitar o seu aparecimento.

A câimbra, ou cãibra, é um espasmo ou contração involuntária dos músculos, normalmente muito dolorosa, que pode durar de alguns segundos até vários minutos. A câimbra pode atingir um ou mais músculos de uma vez.

Qualquer músculo de controle voluntário pode apresentar essas contrações. Os mais comuns são:

- Panturrilhas ou gemelares (batata da perna).
- Músculos anteriores e posteriores da coxa.
- Pés.
- Mãos.
- Pescoço.
- Abdômen.

Causas das câimbras

Acredita-se que a causa básica da câimbra seja uma hiperexcitação dos nervos que estimulam os músculos. Esta normalmente é causada por:
Câimbras nas pernas
- Atividade física vigorosa (câimbra pode ocorrer durante ou após o esforço físico).
- Desidratação (importante causa em idosos e em quem usa diuréticos).
- Alterações hidreletrolíticas, principalmente depleção de cálcio e magnésio.
- Gravidez (normalmente a câimbra é secundária a níveis baixos de magnésio).
- Fratura óssea (como autoproteção, os músculos ao redor da lesão se contraem involuntariamente).
- Alterações metabólicas como diabetes, hipotireoidismo, alcoolismo e hipoglicemia.
- Doenças neurológicas com Parkinson, doenças do neurônio motor ou doenças primárias dos músculos (miopatias).
- Insuficiência venosa e varizes nas pernas (leia: VARIZES | Causas e Tratamento)
- Longos períodos de inatividade (ficar sentado em posição inadequada, por exemplo).
- Alterações estruturais, como pé chato e o genu recurvatum (hiperextensão do joelho).
- Hemodiálise.
- Cirrose hepática.
- Deficiência de vitamina B1, B5 e B6 (leia: MITOS E VERDADES SOBRE VITAMINAS).
- Anemia.

Muito se comenta sobre depleção de potássio como causa de câimbras. Na verdade, a hipocalemia (baixos níveis sanguíneos de potássio) pode até causar contrações involuntárias, mas seu principal sintoma é fraqueza ou paralisia muscular. O cálcio e o magnésio são causas mais importantes e comuns de câimbras.

 

Como evitar as câimbras?

Para se evitar a câimbra deve ser realizada uma boa sessão de alongamento antes e após exercícios, principalmente para sedentários. Também são importantes uma boa hidratação antes, durante e depois do esforço e evitar exercícios físicos em dias muito quentes.

Existe um grupo de pessoas que apresentam câimbras noturnas, principalmente nos membros inferiores (panturrilha e pés em geral). É habitual estas pessoas apresentam a chamada câimbra noturna idiopática (idiopática significa sem causa aparente). São indivíduos normalmente com história familiar de câimbras e que não se consegue detectar nenhum tipo de alteração que justifique o quadro. Nesse grupo, recomenda-se um programa de alongamento 15 minutos antes de dormir, dar preferência para alimentos ricos em cálcio e magnésio, manter uma boa hidratação ao longo do dia e evitar o sedentarismo. Algumas pessoas precisam de sapatos especiais que evitam contrações involuntárias e câimbras nos pés.

Os alongamentos parecem ser o melhor método para prevenir câimbras, principalmente quando ocorrem nas pernas. É importante salientar que não vai ser de um dia para o outro que o alongamento trará resultados. É preciso pelo menos algumas semanas com alongamentos diários para o músculo ter mais resistência às contrações involuntárias.

Hidratação adequada e alongamentos frequentes resolvem os problemas da maioria das pessoas com câimbras idiopáticas. O melhor modo de controlar o grau de hidratação do corpo é através da cor da urina. Pessoas desidratadas apresentam urina muito amarelada e normalmente com cheiro forte, enquanto que um corpo hidratado produz urina clara e sem cheiro (leia: URINA COM CHEIRO FORTE).

Existem alguns medicamentos, como vitamina E, complexo B, verapamil, cloroquina e gabapentina que podem ajudar em casos específicos, mas que só devem ser tomados após avaliação médica.

Água tônica possui pequenas quantidades de quinina uma substância que também parece prevenir câimbras. Existem relatos de melhora das câimbras noturnas após alguns dias ingerindo água tônica à noite.

Câimbras na hemodiálise

Pacientes com insuficiência renal em hemodiálise são um caso à  parte. A câimbra é um sinal de redução do fluxo sanguíneo para o músculo acometido. Em geral ocorre por retirada em excesso de líquidos durante as sessões de hemodiálise ou por doses elevadas de anti-hipertensivos. Pacientes com câimbras que não usam anti-hipertensivos devem aumentar seu peso seco (peso após a sessão de hemodiálise). Aqueles com câimbras, mas que usam remédios para hipertensão, devem tentar suspendê-los ou reduzir a dose, mesmo que a pressão ainda esteja mal controlada.




Leia o texto original no site MD.Saúde: CÂIMBRAS | Causas e tratamento http://www.mdsaude.com/2008/10/cimbras.html#ixzz1oq26c1I0

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:27

2º BTT DHI de Barrosas - Felgueiras

por BttAlfenense, em 06.03.12

Rafael Sousa e Filipa Peres, atletas do Bttalfenense/Longusbike, iniciaram
da melhor  forma o Campeonato Regional do Minho de BTT Down Hill – Cision,

vencendo nas suas categorias o 2º BTT DHI de Barrosas.

Na primeira etapa da competição minhota de DHI participaram 158 atletas repartidos

por diversos escalões.

Promovido conjuntamente pela Associação de Ciclismo do Minho e pelo Motor Clube

de Felgueiras, o 2º BTT DHI de Barrosas - Felgueiras foi presenciado por bastante

público, pautando-se por momentos de grande espetacularidade e elevados níveis de

competitividade.

 

Na categoria Cadetes, o primeiro foi Rafael Sousa (BTTAlfenense/LongusBike), seguido

de Emanuel Sousa (M. C. Felgueiras/ Lusquinhos Team) e de Rafael Silva (Individual).

 

Filipa Peres (BTTAlfenense/LongusBike) venceu categoricamente a competição feminina,

terminando nas posições seguintes Ana Martins (Team Scott Portugal/Amigos do Pilar),

e, Daniela Costa (Team Transition/SRAM).

 

Em Elites, Cláudio Loureiro (Team Transition/Sram), vencedor da Taça de Portugal

em 2011, conquistou de forma incontestável o primeiro lugar do pódio, deixando assim,

na segunda e terceira posições dois pilotos da formação Restauradores da Granja - Centro

Óptico de Fafe, nomeadamente o Campeão Regional do Minho de 2011, Joel Ferreira e

Nuno Machado.

Quanto aos pilotos do Bttalfenense/Longusbike, Aurélio Domingos classificou-se em 7º lugar,

Tiago Luis em 15º, João Peres em 17º, João Gomes em 23º, e, Luis Pinto em 25º.  



Fernando Silva (Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe) venceu na categoria de

juniores, enquanto José Vasconcelos (A.D. Jorge Antunes), vice-campeão regional no ano

passado, foi segundo e Rui Teixeira (Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe)

alcançou o terceiro melhor tempo em Barrosas.



Campeão Regional do Minho em veteranos A, Ricardo Soares (A.D. Jorge Antunes) venceu

a competição de Barrosas, relegando para as restantes posições do pódio António Cunha

(Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe) e o espanhol Miguel Davila (Bike Ou Non Vai CC).



O também campeão minhoto Antero Oliveira (A.D. Jorge Antunes), em veteranos B+C, foi

o melhor atleta do seu escalão na descida de Barrosas, classificando-se em
segundo José Carneiro (Amigos da Montanha/DH Team/Mondraker Store), e em
terceiro José Rodrigues (Restauradores da Granja -Centro Óptico de Fafe).

 

Yago G. Gonzalez venceu na promoção, ocupando as restantes posições do
pódio Xabier Alvarez Sias e Carlos André Ferreira.



A classificação coletiva do 2º BTT DHI de Barrosas foi ganha pela A.D. Jorge
Antunes, terminando no segundo posto a formação do BTTAlfenense / LongusBike e
no terceiro a equipa Restauradores da Granja - Centro Óptico de Fafe.

 

O 2º BTT DHI de Barrosas - Felgueiras contou com o apoio da Câmara Municipal de Felgueiras,

Junta de Freguesia de Barrosas, Cision, Reclamos Vitória, Bike Magazine (revista oficial),

Rádio Felgueiras, Semanário de Felgueiras e Bombeiros Voluntários de Felgueiras.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:11


bttalfenense

Mais sobre mim


calendário






Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D